Centro Vianei de Educação Popular

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Natal Felicidade

E-mail Imprimir
 Natal Felicidade
Primeiro grande evento de Lages que terá suas emissões de CO2-e compensadas.

Uma parceria entre a Prefeitura de Lages, através da Secretaria de Turismo e o CDL Lages com o projeto Carbono Social em Rede, irá compensar parte das emissões de CO2-e do evento.

Serão 335 toneladas de CO2-e que serão emitidos pela festa e neutralizados pelo projeto Carbono Social em Rede.

Para isso, 1300 árvores nativas foram plantadas em comunidades tradicionais do campo. Parte dos recursos captados pela compensação serão direcionados as famílias do campo que plantaram e cuidam das árvores.

 

Última atualização em Sex, 20 de Novembro de 2015 07:45
 

Carbono Social em Rede é notícia no Correio Lageano

E-mail Imprimir
 Matéria Comais

Projeto foi apresentado na edição de 25/10 do jornal Correio Lageano. 

A matéria pode ser lida parcialmente aqui.

 

Última atualização em Qua, 11 de Novembro de 2015 19:34
 

COMO O AQUECIMENTO GLOBAL PODE MUDAR O MAPA

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

No pior cenário, completo derretimento das camadas de gelo de Antártida e Groenlândia elevaria mar em 60 metros. Continentes mais afetados seriam Ásia e Europa. Holanda, Bangladesh e várias 

http://i2.wp.com/agrosoft.com/agroarquivos/1442744323.jpg?w=474capitais brasileiras sumiriam.

De acordo com um estudo recém-publicado pelo Instituto Potsdam para Pesquisa do Impacto Climático, a temperatura global pode subir em média 12 graus Celsius (ºC) caso todos os recursos de combustíveis fósseis sejam esgotados na Terra. Isso resultaria no derretimento completo das camadas de gelo que cobrem a Antártida e a Groenlândia.

Embora o aumento de temperatura não deva acontecer repentinamente, a manutenção do atual comportamento da sociedade pode mudar a face da Terra, afirma Ricarda Winkelmann, principal autora do estudo alemão.

Segundo o estudo, caso todos os recursos disponíveis de combustíveis fósseis sejam queimados, a camada de gelo da Antártida entrará em colapso. Consequentemente, o nível do mar subiria três centímetros por ano. O ápice – depois de vários milhares de anos – seria de 58 metros, que corresponde à quantidade de todo o gelo derretido. Europa e Ásia seriam as regiões mais afetadas.

Última atualização em Sex, 25 de Setembro de 2015 15:33 Leia mais...
 

Pinhão: Produto da Sociobiodiversidade

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
 Capa Cartilha do PinhãoJG_UPLOAD_IMAGENAME_SEPARATOR1

Centro Vianei, através do projeto, Promoção e Fortalecimento da Cadeia Produtiva  do Pinhão na Serra Catarinense, lança cartilha sobre o pinhão.

Clique aqui para baixar a cartilha. 

 

Última atualização em Sex, 21 de Agosto de 2015 08:42
 

Vídeo do projeto Gênero, agroecologia e educação popular

E-mail Imprimir
 

Este material faz parte do projeto financiado pela Fundação Interamericana – IAF. É denominado “Assistência técnica e extensão rural em produção agroecológica, comercialização solidária e certificação sócio-participativa, tendo como alicerce as questões de Gênero e raça e como protagonistas as organizações de agricultoras familiares da Serra, Alto Vale e Litoral Catarinense”, e é realizado pelo Centro Vianei de Educação Popular em parceria com o Centro de Estudos e Apoio para a Agricultura de Grupo – CEPAGRO.

O projeto teve como público grupos e associações de mulheres trabalhadoras rurais, localizados nas regiões da Serra, Alto Vale do Itajaí e Litoral de Santa Catari- na. O foco do trabalho envolveu a produção, comercialização e certificação de alimentos agroecológicos com o alicerce conceitual baseado nas discussões de Gênero idealizadas pelo movimento feminista.

Última atualização em Qui, 20 de Agosto de 2015 16:10
 

Convênio Carbono em Rede e município de Zortéia

E-mail Imprimir
 Assinatura convênio Zortéia
Os agricultores do município de Zortéa, no Meio Oeste de SC, vão receber mudas de árvores nativas produzidas nos viveiros do projeto Carbono Social em Rede, em Lages. Convênio entre o Município, o Centro Vianei de Educação Popular (que leva adiante o referido projeto), o consórcio Machadinho, a Tractebel Energia e a Epagri de Zortéa foi assinado nesta semana  para que as mudas, e todo apoio necessário para que aquele município, num prazo máximo de sete meses, venham a implantar um viveiro municipal próprio seja possível, está previsto no referido documento.
Última atualização em Qui, 20 de Agosto de 2015 14:36 Leia mais...
 

Lançada cartilha

E-mail Imprimir
capa cartilha pinhao 

O Centro Vianei lançou a cartilha Fazeres e Saberes no Manejo da Araucária mo Planalto Serrano Catarinense

Este material é resultado do acúmulo de saberes e fazeres de agricultores e agricultoras das associações, grupos e cooperativas de agricultores familiares da Região do Planalto Serrano Catarinense e de instituições como a Rede Ecovida de Agroecologia, a Cooperativa Ecoserra e o Centro Vianei de Educação Popular, entre outras. Este manual foi construído com o apoio do Projeto “Promoção e fortalecimento da cadeia produtiva do pinhão na Serra Catarinense, tendo como protagonista a Agricultura Familiar Agroecológica e como mote a agregação de valor e o fortalecimento de mercados sustentáveis” em que o Tropical Forest Conservation Act (TFCA) é o financiador, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO) o gestor dos recursos e o Centro Vianei o executor.  

 

Última atualização em Seg, 17 de Agosto de 2015 15:02
 

Nova cartilha

E-mail Imprimir

Lançada nova cartilha sobre o Pinhão.

Pinhão: Produto da sociobiodiversidade

Acesse aqui

Última atualização em Ter, 30 de Junho de 2015 20:45
 

Calendário de feiras e festas de sementes em SC e RS

E-mail Imprimir

Publicamos a relação de festas e feiras com o tema SEMENTES, nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Leia mais...
 

Revista Visão recebe Certificado de Responsabilidade Socioambiental

E-mail Imprimir

Revista Visão recebe Certificado de Responsabilidade Socioambiental do Projeto Carbono Social em Rede.

A Revista Visão, apesar de ser uma  pequena empresa, têm responsabilidade sócio ambiental. E COMPENSOU suas emissões relativas aos anos de 2013 e 2014. O total de Dióxido de Carbono (CO2) gerado nestes dois anos pela empresa chegou a 46 toneladas. Para compensar isso, a empresa ADOTOU 46 ÁRVORES (23 para cada ano de emissões), cada árvore adotada representa 5 árvores plantadas. E pagou aos agricultores familiares e ao projeto Carbono Social em Rede o valor de R$ 1.380,00, que corresponde a R$ 30,00 para cada árvore adotada. Parte desse dinheiro, inclusive, é pago aos agricultores familiares que plantaram as árvores. E a outra parte fica para subsidiar a continuidade do projeto.

Com isso, a Visão foi CERTIFICADA pelo projeto com o SELO DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. E está gerando uma pequena renda aos agricultores familiares, que plantam e que vão cuidar destas árvores lá em suas propriedades por pelo menos 10 anos, melhorando a qualidade do ar que respiramos e preservando o meio ambiente.

Mais detalhes. 

Última atualização em Sex, 08 de Maio de 2015 07:38
 

Edição da revista Galileu do mês de fevereiro aborda trabalho sobre pinhão

E-mail Imprimir
 Revista Galileu de fevereiro
A revista Galileu de fevereiro de 2015 cita na matéria “Menus em risco de extinção” o trabalho desenvolvido pelo Centro Vianei,  pela Cooperativa Ecoserra, pela Arca do Gosto e pelos extrativistas do município de Painel. Nessa matéria que pode ser acessada pelo link http://revistagalileu.globo.com/Revista/noticia/2015/02/pratos-tipicos-brasileiros-estao-em-risco-de-extincao.html são fornecidas informações sobre o movimento Slow food, bem como alguns alimentos que integram a arca do gosto. O pinhão é um destes alimentos que é citado e que vem sendo valorizado como patrimônio alimentar e cultural por organizações locais e regionais dos agricultores(as) familiares da região serrana de Santa Catarina. Além disso, a conservação da araucária e, por conseguinte, do pinhão enquanto produto da sociobiodiversidade, é fundamental para valorizar uma importante cadeia produtiva que mobiliza milhares de postos de trabalho e dinamiza a economia regional da Serra Catarinense durante o período de inverno. 

Última atualização em Qui, 26 de Fevereiro de 2015 15:41
 

Da mudança climática à crise alimentar

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

Do site Outras Palavras

Fenômenos meteorológicos extremos multiplicam-se e ampliam riscos de escassez agrícola grave, diz novo estudo. Brasil pode estar entre países vulneráveis

Por Ryan Rifai, na Al Jazeera | Tradução: Inês Castilho

Da mudança climática à crise alimentar 

Uma escassez mundial de alimentos está se tornando três vezes mais provável, em função das mudanças climáticas, afirma o relatório da Força-Tarefa sobre Eventos Climáticos Extremos e Resiliência do Sistema Alimentar Global. O grupo, que reuniu cientistas dos EUA e Reino Unido, alertou, na semana passada, que a comunidade internacional deve estar pronta para responder a uma futura elevação potencialmente dramática dos preços agrícolas.

As probabilidades de ocorrerem falta de alimentos, volatilidade do mercado ou picos de preços serão excepcionalmente altas até 2040, diz o documento. Como se prevê um amento da população mundial (de 7,3 bilhões hoje para 9 bilhões em 2050), a produção de alimentos precisa crescer mais de 60%. Nesse cenário, as quebras no mercado provocadas pelo clima poderiam levar a perturbações sociais, continua o relatório.

Última atualização em Qua, 19 de Agosto de 2015 09:04 Leia mais...
 

Carbono Social em Rede Está Sendo Divulgado em Plataforma da FAO

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 
 Plataforma Boas Práticas
No final de outubro de 2014 esteve em Lages o agrônomo Carlos Antônio Biasi, Oficial Nacional de Programas da FAO (Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura). Naquela oportunidade, na Amures, seu objetivo era conhecer melhor projetos, ações e iniciativas levadas adiante na região com foco em  Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável, Agricultura Orgânica (de baixo impacto), uso de fontes alternativas de energia, entre outras,  que pudessem servir de referência para outros países (e/ou grupos de pessoas) por suas peculiaridades como baixo impacto ambiental e custos, resultados obtidos (econômicos e sociais), entre outros.

Naquele dia, o Centro Vianei de Educação Popular, apresentou a Biasi o projeto Carbono Social em Rede, desenvolvido na região desde 2011, com patrocínio da Petrobrás, cujo principal mérito  é fazer um elo entre empresas e/ou pessoas e agricultores familiares em ações de preservação/recuperação ambiental, através do plantio de árvores para compensação das emissões de CO2 (Gás Carbônico) emitidas. Pelo projeto, já foram produzidas, distribuídas e plantadas pelo menos 500 mil árvores nativas em cerca de 1.300 propriedades de pequenos agricultores da região.
Última atualização em Qui, 06 de Agosto de 2015 19:39 Leia mais...
 

Marco regulatório das Organizações da Sociedade Civil

E-mail Imprimir
Marco regulatorio
Última atualização em Sex, 03 de Julho de 2015 09:22
 

Carbono em Rede participa de seminário em Bonito - MS

E-mail Imprimir
 Seminario Bonito MSO projeto Carbono Social em Rede participou do Seminário Nacional de Políticas Públicas Ligadas à Floresta, Água e Clima promovido pelo Instituto das Águas da Serra da Bodoquena, por meio do Projeto Ilhas Verdes patrocinado pela Petrobras, o evento aconteceu nos dias 1, 2 e 3 de junho, no Centro de Convenções de Bonito-MS e teve como objetivo principal discutir políticas públicas e formular diretrizes para implementação das políticas ambientais existentes. 
Última atualização em Ter, 09 de Junho de 2015 21:04 Leia mais...
 

Processo seletivo CONSEA / SC

E-mail Imprimir
 consea O Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea/SC) abre inscrições para seleção de instituições da sociedade civil até 1º de maio.

 Mais informações no sitio do CEPAGRO.

 

Última atualização em Qua, 15 de Abril de 2015 09:09
 

Assessoria técnica do Centro Vianei promoveu oficinas

E-mail Imprimir
 Oficina de preparação do biofertilizante Supermagro
A assessoria técnica do Centro Vianei de Educação Popular promoveu sete oficinas de preparação do biofertilizante supermagro durante o ano de 2014 entre os municípios de Cerro Negro, Correia Pinto, Curitibanos, São José do Cerrito,  Painel, Bom Retiro e Lages. 
No início de 2014 foi organizada uma compra coletiva dos ingredientes que compõe o biofertilizante que foram fracionados e resultou em 50 kits que foram encaminhados para agricultores do Planalto Catarinense. Cada kit rende 200 litros de biofertilizante que é diluido e então pulverizado sobre as plantas. 
Leia mais...
 


Página 3 de 9