Centro Vianei de Educação Popular

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Consea /SC Visita as Aldeias Guarani e Cozinhas Comunitárias em Joinville

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

O Consea/SC (Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina), Fundação Padre Luiz Facchini e o Conselho Local de Saúde Indígena promoveram uma visita para conhecer como anda segurança alimentar e nutricional nas aldeias indígenas do Norte de Santa Catarina.

CONSEA/SC faz parceria com instituições para fomentar segurança alimentar nas aldeias indígenas catarinenses.

O Consea/SC (Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina), Fundação Padre Luiz Facchini e o Conselho Local de Saúde Indígena promoveram uma visita para conhecer como anda segurança alimentar e nutricional nas aldeias indígenas do Norte de Santa Catarina.

Essa visita é o primeiro passo rumo ao objetivo da sustentabilidade da população indígena, amenizando assim, as dificuldades nutricionais que existem dentro da cultura, haja vista, que cada etnia possue a sua própria particularidade, onde permite os técnicos elaborarem um plano de ação diferenciado.

A Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, nº 11.346 de 15 de setembro de 2006, estabelece que "a segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras de saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis".

Esse primeiro encontro "in loco" ocorreu na manhã do dia 20 de julho na aldeia Tiaraju, no município de Araquari e no período da tarde na aldeia Yya Kan Porã em Garuva, região norte catarinense.

O Conselheiro Presidente Natal João Magnanti relatou que: "O Consea tem discutido a necessidade de interagir na questão indígena com as instituições públicas e da sociedade civil, tem em vista que é necessário contribuir na Segurança Alimentar e Nutricional das populações indígenas de Santa Catarina. Notadamente no estado esta questão é normalmente relegada a segundo plano e esta população torna-se invisível perante a sociedade como um todo".

Nestas reuniões os caciques apresentaram suas dificuldades, relatando os problemas enfrentados com a questão da segurança alimentar e nutricional, pois culturalmente há uma dificuldade na diversificação nutricional da alimentação indígena. Sendo assim, os técnicos representantes da cada instituição, anotaram as reivindicações, e se dispuseram a articular as instituições públicas e da sociedade civil na busca de soluções conjuntas que amenizem as dificuldades existentes em cada aldeia.

O Cacique da Aldeia Tiarajú Ronaldo da Costa, agradeceu a visita dos representantes e reforçou que a situação das regularização fundiária dificulta o plantio de alimentos: "por estarmos em uma área ainda não demarcada judicialmente, temos problemas de usarmos as terras para o nosso sustento, sendo assim, somos obrigado a submetermos ao recebimento de cestas básicas do governo" salienta o cacique.

Segundo o chefe do Dsei Jailson Teixeira Ribeiro relata que essa parceira é se suma importância, reforçando assim o direito humano da alimentação adequada: "esta ação vem ressaltar o que diz a Declaração Universal dos Direitos Humanos, promulgada há 50 anos, - que cada cidadão tem direito a uma alimentação adequada, saudável e nutritiva que assegure uma melhor qualidade de vida. - finaliza Jailson.

O Coordenador da Core/SC Marcos Fernandes ressalta que essa parceria com outras instituições é fundamental para agilizarmos a sustentabilidade das Terras Indígenas do Estado "nossa dever é dar suporte a área técnica de alimentação e nutrição do Dsei, reforçando a nossa atuação nas aldeias indígenas".

A Próxima reunião será no dia 09 de agosto em Florianópolis, para articular ações com as instituições responsáveis pela questão indígena das aldeias na região do Litoral Norte de Santa Catarina.