Centro Vianei de Educação Popular

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (PESAN) é lançado pelo governo do estado

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 
 Evento pesanJG_UPLOAD_IMAGENAME_SEPARATOR1
No dia 03-12 foi lançado em Florianópolis-SC o Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (PESAN).
O evento foi promovido pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN) e pelo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA). 
O evento contou com a presença de autoridades governamentais do estado de Santa Catarina, da Assembléia Legislativa (ALESC), do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS) e do CONSEA-SC. Também estiveram presentes representantes de municípios do estado que compõem as Câmaras Intersecretariais de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN MUNICIPAL) e presidentes e representantes dos Conselhos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEAS). 
O PESAN lançado tem uma vigência entre os anos de 2014 e 2019 e conta com oito diretrizes que estarão sendo implementadas por oito secretarias de estado.
Diretriz 1 – Promoção do acesso universal à alimentação adequada e saudável, com prioridade para as famílias e pessoas em situação de Insegurança Alimentar e Nutricional
Diretriz 2 – Promoção do abastecimento e estruturação de sistemas descentralizados, de base agroecológica e sustentáveis de produção, extração, processamento e distribuição de alimentos.
Diretriz 3 – Instituição de processos permanentes de educação alimentar e nutricional, pesquisa e formação nas áreas de segurança alimentar e nutricional e do direito humano à alimentação.
Diretriz 4 – Promoção, universalização e coordenação das ações de segurança alimentar e nutricional voltadas para quilombolas, povos indígenas e demais povos e comunidades tradicionais de que trata o decreto 6040/2007
Diretriz 5 – Fortalecimento das ações de alimentação e nutrição em todos os níveis de atenção à saúde, de modo articulado às demais ações de segurança alimentar e nutricional
Diretriz 6 – Promoção do acesso universal à água de qualidade e em quantidade suficiente, com a prioridade para famílias em situação de insegurança hídrica e para a produção de alimentos da agricultura familiar, pesca e aqüicultura
Diretriz 7 – Monitoramento e avaliação da realização progressiva do direito humano à alimentação adequada e saudável
Diretriz 8 – Consolidação do SISAN em Santa Catarina
 
Baixe o arquivo aqui