Centro Vianei de Educação Popular

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Terra Indígena La klanõ

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

Reunião de planejamento:

A equipe do projeto Carbono Social em Rede esteve neste dia 10 de maio visitando a Aldeia Bugio, na Terra Indigena La klanõ (Ibirama), no município de José Boiteux.
Na oportunidade a equipe visitou o Sistema Agroflorestal que está sendo implantado na comunidade indígena. Este SAFs utiliza 4.000 mudas de árvores nativas doadas pelo projeto.
Conhecemos a trilha ecológica que está sendo construída e o viveiro de mudas nativas.

Este trabalho na aldeia é uma parceria do projeto Carbono Social, COMIN (Conselho de Missões entre Índios), IFC (Instituto Federal Catarinense - Rio do Sul), CEMEAR (Centro Motivação Ecológica Alternativas Rurais), Universidade Federal de Santa Catarina - Campus Curitibanos e FUNAI (Fundação Nacional do Índio de José Boiteux), visando a implementação de SAFs e fazer a recuperação de áreas degradadas na Terra Indígena.
Também estivemos reunidos com os professores da escola, apresentando uma proposta de trabalho em educação ambiental com as crianças e adolescentes da aldeia.
A história do povo Xokleng é marcada por um longo processo de exclusão social com a ocupação de suas terras no processo de colonização do Sul do Brasil, mas também de resistência:

"O povo Xokleng são os sobreviventes de um processo brutal de colonização do sul do Brasil iniciado em meados do século passado, que quase os exterminou em sua totalidade. Apesar do extermínio de alguns subgrupos Xokleng no Estado, e do confinamento dos sobreviventes em área determinada, em 1914, o que garantiu a "paz" para os colonos e a conseqüente expansão e progresso do vale do rio Itajaí, os Xokleng continuaram lutando para  sobreviver a esta invasão, mesmo após a extinção quase total dos recursos naturais de sua terra, agravada pela construção da Barragem Norte." (http://pib.socioambiental.org/pt/povo/xokleng)

O Centro Vianei, através do Projeto Carbono Social, está contribuindo no processo de recuperação ambiental do território desta comunidade indígena. Juntamente com nossos parceiros, atuaremos na Aldeia Bugio, e eventualmente nas outras aldeias da TI La klanõ, construindo com esses povos uma oportunidade de desenvolvimento sustentável.
Através do viveiro, os integrantes da comunidade poderão produzir as mudas nativas necessárias, sendo que o projeto Carbono Social proporcionará ajuda financeira e técnica para essa produção, além de disponibilizar mudas oriundas de outros viveiros do projeto.
Iremos também, iniciar um processo de educação ambiental junto a escola da aldeia na perspectiva de preservação ambiental e produção de material educacional na língua materna dos Xokleng.
 
Aldeia BugioAldeia Bugio Aldeia BugioAldeia BugioAldeia Bugio