Centro Vianei de Educação Popular

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Notícias

Semana Nacional do Alimento Orgânico

E-mail Imprimir

Algumas matérias sobre a Semana Nacional do Alimento Orgânico: 
 

Blog do Cepagro:
 
Televisão: 
Matéria na TV UFSC e entrevista na TV Record.
 
Portais. 


Fotorreportagem no portal Cotidiano UFSC.

 

Convite Missa de Sétimo Dia - Professor Sergio Sartori

E-mail Imprimir
 
Missa de Sétimo Dia - Professor Sérgio Sartori

Última atualização em Ter, 17 de Janeiro de 2017 16:53
 

ONU cria Dia da Gastronomia Sustentável

E-mail Imprimir

A partir de 2017, a Nações Unidas lembrarão o 18 de junho como o Dia da Gastronomia Sustentável. A data foi criada por uma resolução da Assembleia Geral da ONU, que reconhece que a gastronomia ambientalmente responsável pode promover o desenvolvimento agrícola e a produção consciente de alimentos, além de fortalecer a conservação da biodiversidade e a segurança alimentar das comunidades.

Última atualização em Qui, 22 de Dezembro de 2016 13:14 Leia mais...
 

Centro Vianei participa da 14° Feira Regional de Sementes e da Agrobiodiversidade

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 7
PiorMelhor 
 Feira de Palmeira
O Centro Vianei de Educação Popular participou 14° Feira Regional de Sementes Crioulas e da Agrobiodiversidade no município de Palmeira (PR). O evento aconteceu nos dias 5, 6 e 7 de agosto de 2016 e foi realizado pelo Grupo Coletivo Triunfo e o Projeto Entre Rios e organizado pela AS-PTA e parceiros.
Segundo a organização, o evento contou com mais de 2.000 participantes entre agricultoras e agricultores, estudantes, professores e indígenas locais, além de 15 caravanas de 35 municípios do Paraná, 16 de Santa Catarina, 2 do Rio Grande do Sul e 1 do Rio de Janeiro.
A delegação organizada pelo Centro Vianei de Educação Popular foi formada por consumidores, agricultores, acadêmicos e parceiros que participaram de diversas atividades do evento e puderam cambiar experiências, sementes e mudas de espécies crioulas.
Leia mais...
 

Consea e Caisan promovem Seminário Estadual sobre Compras Institucionais

E-mail Imprimir
 Consea
Nos dias 21 e 22 de julho de 2016 o Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) e a Câmara Intersecretarial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN) de Santa Catarina promoveram o Seminário Estadual sobre Compras Institucionais. 
Última atualização em Ter, 09 de Agosto de 2016 15:32 Leia mais...
 

Centro Vianei assessora Coletivo de Agricultura Urbana em Lages

E-mail Imprimir
 Grupo Quebra Pedra
O Centro Vianei de Educação Popular presta assessoria para um grupo de pessoas que estão desenvolvendo ações de agricultura urbana no município de Lages. O Coletivo Quebra Pedra de Agricultura Urbana, Arte e Cultura une pessoas interessadas em produzir alimentos no meio urbano e promover a construção da agroecologia na cidade. Os principais objetivos são a realização de feiras livres com produtos da agricultura urbana, livre de venenos e adubos químicos e aproximar consumidores do debate da construção da  agroecologia e aproximando-os de  agricultores familiares da região. 
Através do projeto “Promoção da articulação entre o campo e a cidade em dinâmicas locais e regionais de abastecimento agroecológico, conjugado com incidência política em soberania e segurança alimentar e nutricional”; o Centro Vianei de Educação Popular é parceiro do coletivo e contribui no fortalecimento e nas troca de experiências. Esse projeto é executado pelo Cepagro, Cetap, AS-PTA e Centro Vianei de Educação Popular e apoiado pela Misereor.
Leia mais...
 

USO EXCESSIVO DE ANTIBIÓTICOS NA AGROPECUÁRIA AMEAÇA SAÚDE E SEGURANÇA ALIMENTAR, ALERTA FAO

E-mail Imprimir
 Frango e antibióticos
Utilização excessiva de drogas na produção de alimentos tem provocado o aumento da resistência de micróbios, trazendo novos riscos à saúde das pessoas e dos animais. Fortalecimento de agentes infecciosos também ameaça produtividade dos meios rurais. Segundo a FAO, sete a cada dez doenças humanas recém-descobertas são de origem animal.
A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) destacou que o uso excessivo de antibióticos no setor agropecuário tem provocado o aumento da resistência dos micróbios que as drogas deveriam eliminar. Para a agência da ONU, a crescente dificuldade em combater agentes infecciosos é uma “ameaça global emergente de saúde pública”, capaz de afetar, também, a segurança alimentar. Conjuntura exige esforços coordenados em escala global.
Em conferência que reuniu ministros europeus da Agricultura e da Saúde, a vice-diretora-geral da FAO, Helena Semedo, ressaltou os riscos associados à utilização desmedida de remédios na produção de alimentos. Considerando-se que sete a cada dez doenças humanas recém-descobertas são de origem animal, a agência da ONU acredita que as práticas da agropecuária e os sistemas alimentares ocupam uma posição central no combate à resistência microbiana.
Última atualização em Sex, 19 de Fevereiro de 2016 11:55 Leia mais...
 

Natal Felicidade

E-mail Imprimir
 Natal Felicidade
Primeiro grande evento de Lages que terá suas emissões de CO2-e compensadas.

Uma parceria entre a Prefeitura de Lages, através da Secretaria de Turismo e o CDL Lages com o projeto Carbono Social em Rede, irá compensar parte das emissões de CO2-e do evento.

Serão 335 toneladas de CO2-e que serão emitidos pela festa e neutralizados pelo projeto Carbono Social em Rede.

Para isso, 1300 árvores nativas foram plantadas em comunidades tradicionais do campo. Parte dos recursos captados pela compensação serão direcionados as famílias do campo que plantaram e cuidam das árvores.

 

Última atualização em Sex, 20 de Novembro de 2015 07:45
 

Carbono Social em Rede é notícia no Correio Lageano

E-mail Imprimir
 Matéria Comais

Projeto foi apresentado na edição de 25/10 do jornal Correio Lageano. 

A matéria pode ser lida parcialmente aqui.

 

Última atualização em Qua, 11 de Novembro de 2015 19:34
 

COMO O AQUECIMENTO GLOBAL PODE MUDAR O MAPA

E-mail Imprimir
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

No pior cenário, completo derretimento das camadas de gelo de Antártida e Groenlândia elevaria mar em 60 metros. Continentes mais afetados seriam Ásia e Europa. Holanda, Bangladesh e várias 

http://i2.wp.com/agrosoft.com/agroarquivos/1442744323.jpg?w=474capitais brasileiras sumiriam.

De acordo com um estudo recém-publicado pelo Instituto Potsdam para Pesquisa do Impacto Climático, a temperatura global pode subir em média 12 graus Celsius (ºC) caso todos os recursos de combustíveis fósseis sejam esgotados na Terra. Isso resultaria no derretimento completo das camadas de gelo que cobrem a Antártida e a Groenlândia.

Embora o aumento de temperatura não deva acontecer repentinamente, a manutenção do atual comportamento da sociedade pode mudar a face da Terra, afirma Ricarda Winkelmann, principal autora do estudo alemão.

Segundo o estudo, caso todos os recursos disponíveis de combustíveis fósseis sejam queimados, a camada de gelo da Antártida entrará em colapso. Consequentemente, o nível do mar subiria três centímetros por ano. O ápice – depois de vários milhares de anos – seria de 58 metros, que corresponde à quantidade de todo o gelo derretido. Europa e Ásia seriam as regiões mais afetadas.

Última atualização em Sex, 25 de Setembro de 2015 15:33 Leia mais...
 

Vídeo do projeto Gênero, agroecologia e educação popular

E-mail Imprimir
 

Este material faz parte do projeto financiado pela Fundação Interamericana – IAF. É denominado “Assistência técnica e extensão rural em produção agroecológica, comercialização solidária e certificação sócio-participativa, tendo como alicerce as questões de Gênero e raça e como protagonistas as organizações de agricultoras familiares da Serra, Alto Vale e Litoral Catarinense”, e é realizado pelo Centro Vianei de Educação Popular em parceria com o Centro de Estudos e Apoio para a Agricultura de Grupo – CEPAGRO.

O projeto teve como público grupos e associações de mulheres trabalhadoras rurais, localizados nas regiões da Serra, Alto Vale do Itajaí e Litoral de Santa Catari- na. O foco do trabalho envolveu a produção, comercialização e certificação de alimentos agroecológicos com o alicerce conceitual baseado nas discussões de Gênero idealizadas pelo movimento feminista.

Última atualização em Qui, 20 de Agosto de 2015 16:10
 


Página 1 de 6